Oque é Aposentadoria por Tempo de Contribuição

18 Jun 11:13 2015 Amanda Imprima este artigo

O que é?

A Aposentadoria por Tempo de Contribuição, em regra geral, é devida ao trabalhador que comprovar, além do tempo mínimo de 180 meses de contribuição para efeito de carência, o tempo mínimo total de 35 anos de contribuição, se homem, ou 30 anos de contribuição, se mulher.

Veja também sobre valor das aposentadorias.

 

Como pedir?

Para o atendimento presencial deste serviço, em uma das agências da Previdência Social, o agendamento é obrigatório.

O agendamento poderá ser solicitado pela Central de Atendimento do INSS através do telefone 135, de segunda a sábado das 07:00 às 22:00 (horário de Brasília) ou diretamente pela internet pelo link abaixo:

Agende agora o seu atendimento

 

Caso não possa comparecer à agência do INSS pessoalmente, poderá ser nomeado um procurador para fazer o requerimento em seu lugar.

Consulte também informações sobre representação legal.

 

Principais requisitos

O cidadão que vai requerer este tipo de benefício, deverá, no mínimo, possuir os seguintes requisitos:

 

Regra geral (tempo de contribuição completo)

  • Não há idade mínima
  • Tempo mínimo de 180 meses de contribuição para efeito de carência
  • Tempo total mínimo de contribuição
    • 35 anos de contribuição (homem)
    • 30 anos de contribuição (mulher)

 

Regra transitória (tempo de contribuição proporcional)

  • Idade mínima de 48 anos (mulher) e 53 anos (homem)
  • Tempo mínimo de 180 meses de contribuição para efeito de carência
  • Tempo total mínimo de contribuição
    • 25 anos de contribuição + adicional (mulher)
    • 30 anos de contribuição + adicional (homem)

 

Por ser um assunto específico, há uma página detalhada sobre Carência, que poderá ser consultada.

 

Esclarecimento sobre a regra transitória

Importante ressaltar que a partir de 16/12/1998, a aposentadoria por tempo de contribuição proporcional, foi extinta, mas todos os cidadãos que já estavam contribuindo para o INSS até 15/12/1998, ainda poderão ter direito a esta modalidade de aposentadoria se for do seu interesse e desde que se enquadrem nos requisitos da regra transitória ainda em vigor

 

O adicional de tempo, citado na regra transitória, é definido em 40% do tempo que faltava para o cidadão atingir o tempo mínimo da aposentadoria proporcional em 16/12/1998.

Exemplo:

Em 16/12/1998 o cidadão (homem) tinha 20 anos de contribuição, portanto, ainda faltavam 10 anos para atingir o tempo mínimo da aposentadoria proporcional, que no caso do homem era de 30 anos de contribuição

40% do tempo que faltava será igual a 4 anos

Sendo assim, este cidadão, quando completar 30 anos de contribuição + adicional de 4 anos de contribuição (34 anos no total), poderá ser aposentado com tempo de contribuição proporcional, se for do seu interesse.

 

Documentos necessários

Para ser atendido nas agências do INSS, no mínimo deverá ser apresentado um documento de identificação com foto e o número do CPF.

Se houver necessidade, consulte também a página de documentos para comprovação de tempo de contribuição.


Fonte:http://agencia.previdencia.gov.br

em Notícias
Comente

0 Comentarios

Comente

Seus dados estão seguros
Seu endereço de e-mail nunca será publicado, nenhum dado seu será compartilhado.
Todos os campos são obrigatórios.

Últimos Correspondentes

Nathalia Monteiro

Advogado de Apoio

GARANHUNS(PE) e mais 4 cidades

Solicite uma Diligência

Francisco Demetrius Pinheiro De Oliveira

Advogado de Apoio

MANAUS(AM) e mais 15 cidades

Solicite uma Diligência

Stephanie Gonsalves

Advogado de Apoio

PORTO ALEGRE(RS) e mais 7 cidades

Solicite uma Diligência

Socialize-se

Relacionados

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

Instituído por meio da Lei Complementar nº 128/08, o Microempreendedor Individual pode ser considerado um dos maiores projetos de inclusão social já criado no país. A medida consiste em trazer ...

CDH aprova Estatuto da Pessoa com Deficiência, que agora vai a Plenário

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) aprovou o projeto de autoria do presidente do colegiado, Paulo Paim (PT-RS), que cria a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com ...

Fixação de pensão alimentícia em salários mínimos não viola Constituição

O Plenário Virtual do Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou a jurisprudência da Corte no sentido de que a fixação de pensão alimentícia em salários mínimos não viola a Constituição Federal (CF). ...

ORGANIZAÇÃO DOS PODERES

Consagrou-se no artigo 2º da Constituição Federal a separação dos poderes: “São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário”. Para que sejam ...

Diferenca entre Concessão X Privatização

De acordo com o ministro do Planejamento, os estudos para aplicação dos recursos do Programa de Investimento em Logística já iniciaram e as licitações irão começar no segundo semestre deste ...

Universojus é um site que busca informar no meio jurídico,
político e social o que há de mais atual
no espaço do direito em sociedade.

UniversoJus.com.br

Copyright © 2018 UniversoJus. All Rights Reserved.