Justiça Federal determina retirada de rede elétrica das proximidades do aeroporto de Marabá

08 Nov 15:08 2018 UniversoJus Imprima este artigo
Justiça Federal determina retirada de rede elétrica das proximidades do aeroporto de Marabá

08/11/18 14:00

A 1ª Vara Federal de Marabá acatou pedido do Ministério Público Federal para que a Centrais Elétricas do Pará (Celpa) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) providenciem, no prazo de 60 dias, proposta de adaptação da linha de transmissão de energia elétrica edificada a menos de 3.000 metros da cabeceira “07” da pista de pouso do aeroporto do município, situado na região sul do Pará. Em caso de não cumprimento da determinação judicial, a multa pode chegar a R$ 2 milhões para cada órgão.

De acordo com a sentença (veja aqui a íntegra), a edificação fere tanto a Portaria nº 256/2015/GC5, de 21.05.2011, como a atual Portaria nº 957-GC3/2015, atualmente vigente, ambas que tratam da Zona de Proteção do Aeroporto, ambas que tratam da Zona de Proteção do Aeroporto, aprovadas por força do artigo 43 do Código Brasileiro de Aeronáutica.

Segundo a sentença, prolatada na segunda-feira, 5 de novembro, três aspectos agravam o potencial perigo deste obstáculo ao aeroporto de Marabá: a localização - refratária ao Plano de Segurança do Aeródromo e ponto de transcurso obrigatório das aeronaves, que ali passam a baixa altura, pois próximas do pouso; o tipo de obstáculo – rede elétrica de difícil visualização, agravada nos meses de verão, em que a região é invadida por queimadas; e a elevada frequência de voos, já que em 2014, quando a ação foi ajuizada, foram realizados mais de 27 mil voos e transportados mais de 1 milhão de passageiros, pelas três maiores companhias aéreas nacionais (TAM, GOL e Azul), a partir do aeroporto de Marabá.

Na sentença, o juiz federal Marcelo Honorato, titular da 1ª Vara, ressalta os efeitos que a rede de transmissão de energia elétrica vem produzindo à segurança de voo, bem como a necessidade de uma imediata ação do Poder Judiciário: “Se o perigo que se procura controlar nestes autos pode até mesmo consumar um delito de perigo, o que se diga com a tutela cível, que requer muito menos para a sua concessão, cenário que aponta pela necessidade de uma atuação judicial inadiável e eficaz em prol da segurança aérea”, diz o magistrado.

Fonte: TRF1PA

em Notícias
Comente

0 Comentarios

Comente

Seus dados estão seguros
Seu endereço de e-mail nunca será publicado, nenhum dado seu será compartilhado.
Todos os campos são obrigatórios.

Últimos Correspondentes

Pablo Guimaraes De Melo

Advogado de Apoio

VALENÇA(RJ) e mais 4 cidades

Solicite uma Diligência

Mariely Da Silva Barbosa

Advogado de Apoio

GURUPI(TO) e mais 1 cidades

Solicite uma Diligência

Augusto César Rodrigues De Andrade

Advogado de Apoio

UNAÍ(MG) e mais 1 cidades

Solicite uma Diligência

Socialize-se

Relacionados

Direção do Foro presta contas da gestão no biênio de 2016 a 2018

Direção do Foro presta contas da gestão no biênio de 2016 a 201830/05/18 14:00Em mensagem dirigida nesta quarta-feira (30) a magistrados, servidores, terceirizados e colaboradores da Justiça Federal no Pará, ...

Jorge Viana pede à Infraero solução para Aeroporto de Rio Branco (AC)

O senador Jorge Viana (PT-AC) cobrou da Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) uma solução rápida para que o aeroporto de Rio Branco possa funcionar plenamente, o que permitirá o aumento ...

Jorge Viana comemora retomada de voos diurnos para o Acre

Em pronunciamento nesta quinta-feira (8), o senador Jorge Viana (PT-AC) informou que, a partir da próxima quinta-feira, dia 15 de dezembro, a companhia aérea Gol vai retomar os voos diurnos ...

Seminário jurídico marca os 20 anos da Justiça Federal em Marabá

Seminário jurídico marca os 20 anos da Justiça Federal em Marabá29/06/16 14:00Um seminário jurídico aberto a autoridades, advogados e acadêmicos de cursos de Direito vai marcar, nesta quinta-feira (30), os ...

Portarias suspendem expediente e prazos na Seção Judiciária do Pará de 27 de fevereiro a 3 de março

Portarias suspendem expediente e prazos na Seção Judiciária do Pará de 27 de fevereiro a 3 de março22/02/17 14:00Portaria Presi 68, assinada nesta terça-feira (21) pelo presidente do Tribunal Regional ...

Universojus é um site que busca informar no meio jurídico,
político e social o que há de mais atual
no espaço do direito em sociedade.

UniversoJus.com.br

Copyright © 2018 UniversoJus. All Rights Reserved.